SPDV junta especialistas europeus no 25.º Congresso Internacional de Dermatologia

O balanço feito pelo presidente da Sociedade Portuguesa de Dermatologia e Venereologia (SPDV), António Massa, a propósito do 25th International Meeting: Update on Dermatology Treatments, que decorreu nos dias 1 e 2 de abril, no Porto, é “altamente positivo”. O congresso juntou vários especialistas de diferentes nacionalidades, provenientes de Espanha, França, Alemanha e Países Baixos.

Por favor faça login ou registe-se para aceder a este conteúdo.

Dermatologia em destaque no 37.º Encontro Nacional de MGF

“GPS na Dermatologia – Guia de Pintas e Sinais” é o tema a debate numa das sessões científicas do 37.º Encontro Nacional de Medicina Geral e Familiar (MGF), que se realiza no final de setembro, em formato virtual.

Por favor faça login ou registe-se para aceder a este conteúdo.

Novo reforço de médicos para o Serviço Nacional de Saúde contempla 13 vagas em Dermatovenereologia

A Medicina Interna é a área hospitalar que vai receber o maior reforço no âmbito dos concursos para a contratação de 950 médicos para o Serviço Nacional de Saúde (SNS), anunciou recentemente o Ministério da Saúde. No âmbito deste reforço, a especialidade de Dermatovenereologia vê contemplada a abertura de um total de 13 vagas.

Por favor faça login ou registe-se para aceder a este conteúdo.

Simpósio LEO Pharma: Fisiopatologia, tratamento e papel da MGF na gestão da psoríase

A psoríase, doença que afeta cerca de 2-3% da população, vai estar em destaque num simpósio promovido pela LEO Pharma, já no próximo dia 26 de setembro, pelas 14h30, no âmbito do 37.º Encontro Nacional de Medicina Geral e Familiar (MGF), um evento que vai decorrer em formato virtual, devido à atual pandemia de Covid-19.

Por favor faça login ou registe-se para aceder a este conteúdo.

Covid-19: Dermatologistas alertam para necessidade de hidratar as mãos após desinfetá-las

Os dermatologistas alertam para a necessidade de hidratar as mãos sempre que se lavem ou desinfetem, considerando que estes procedimentos retiram a película protetora e podem tornar a pele mais sensível e reativa à exposição solar.

O dermatologista João Nuno Maia e Silva, que integra a direção da Associação Portuguesa de Cancro Cutâneo (APCC) e da Sociedade Portuguesa de Dermatologia e Venereologia (SPDV), sublinha que é um imperativo desinfetar as mãos, mesmo que na praia, e defende que o ideal é hidratar logo de seguida, para que a gordura protetora retirada com a desinfeção seja reposta.

“Lavar mãos ou esfregá-las com álcool-gel é, neste momento, uma necessidade absoluta por uma questão de saúde pública. Mas as lavagens e o álcool retiram a gordura da pele e esta fica mais sensível, logo menos tolerante ao sol”, afirmou, em declarações à agência Lusa.

Ao ficar mais sensível, se não for hidratada e protegida, “pode aumentar o efeito irritativo de uma exposição ao sol e provocar inflamação, irritação e descamação”, disse, alertando que “uma pele inflamada reage ao sol pigmentando”.

O dermatologista explica que há substâncias que, quando expostas à radiação ultravioleta, provocam alergias, o que acontece muitas vezes com perfumes ou com produtos com extratos de plantas.

Apesar de reconhecer que “não há evidência de qualquer reação de fototoxicidade do álcool-gel”, o dermatologista admite que, como há muitos produtos no mercado, algum antissético possa ter substâncias que provoquem reações alérgicas quando a pessoa se expõe ao sol.

João Maia e Silva defende que as pessoas “não devem deixar de usar álcool-gel, mesmo quando estão na praia”, e insiste para que hidratem sempre as mãos, lembrando que se estão expostas ao sol devem aplicar sempre um protetor solar, “que ao mesmo tempo é também um hidratante e ajuda a repor a película de gordura que a desinfeção retira”.

O especialista sublinha a importância de usar sempre um protetor solar e de evitar a exposição solar entre as 12:00 e as 16:00.

Além destas recomendações, a APCC aconselha sempre o uso de chapéu e óculos quando as pessoas estiverem expostas ao sol e lembra que a exposição não acontece apenas na praia, pois quem faz desporto ou trabalha no exterior deve estar sempre protegido.

Patrocínio